Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Outubro de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
14º 21º


Faça sua Busca


Notícias > Ensino

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

04/09/2014 19:42

RS terá quatro novos cursos de Medicina

São Leopoldo, Novo Hamburgo, Ijuí e Erechim foram autorizadas pelo MEC a criar os cursos

O Ministério da Educação (MEC) anunciou nesta quinta-feira a criação de 39 novos cursos de Medicina em todo o País. No Rio Grande do Sul, foram contempladas as cidades de São Leopoldo, Novo Hamburgo, Ijuí e Erechim. Uma comissão de especialistas do MEC analisou os projetos de melhoria e o conjunto da estrutura de equipamentos públicos e programas de saúde existentes no município, para definir a relação.

Os municípios estão distribuídos por 11 estados de quatro regiões e que têm como perfil população com pelo menos 70 mil habitantes e que ainda não tinham o curso de medicina. O processo de seleção e avaliação começou em 2013, com 205 municípios interessados. Desse total, 154 encaminharam a documentação solicitada e 49 foram pré-selecionados. Além dos 39 que preencheram os requisitos, outros sete municípios têm prazo de seis meses para se adequarem e três já abriram o curso.

“O que estamos fazendo é invertendo o processo. Até há pouco tempo, os cursos de medicina eram demandados no MEC pelas instituições de ensino, agora nós primeiro definimos quais as regiões que devem receber esses cursos, e os municípios têm que fazer um esforço preparando sua rede de saúde para atender à prática, que é fundamental na formação”, explicou o ministro da Educação, Henrique Paim.

A segunda etapa do processo, que será lançado ainda em setembro, envolve a chamada pública para as instituições privadas de ensino interessadas. “São instituições que precisam ter tradição na área de saúde, que tenham relacionamento com a estrutura da região e com curso e corpo docente adequados às diretrizes da medicina", explicou. Segundo ele, ainda este ano será divulgada a seleção de instituições e autorizada a abertura das vagas, mas prevê que o processo dure até 2017, porque as instituições terão que fazer os investimentos.

A abertura dos cursos está dentro da meta do MEC e do Ministério da Saúde de criar 11,5 mil vagas de graduação e 12,4 mil de residência médica até 2017, no âmbito do Programa Mais Médicos. Até agora, 4.199 vagas foram abertas na graduação. Em relação à residência, 2.822 vagas foram criadas, a maioria em especialidades prioritárias como cirurgia geral, clínica médica, ginecologia e obstetrícia, medicina da família, pediatria e psiquiatria.

Bookmark and Share


Fonte: Agência Brasil






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.