Porto Alegre, sábado, 29 de Novembro de 2014

  • 04/09/2014
  • 20:14
  • Atualização: 20:22

Veículos do Mercosul podem ter placas unificadas até 2018

Acordo de 2010 prevê circulação livre entre Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela

Acordo de 2010 prevê circulação livre entre Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela | Foto: Jairo de Souza/CP Memória

Acordo de 2010 prevê circulação livre entre Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela | Foto: Jairo de Souza/CP Memória

  • Comentários
  • Correio do Povo

O projeto foi aprovado em 2010, ratificado em encontro dos presidentes, neste ano, e agora se aproxima da implantação. De acordo com nota divulgada pelo Ministério da Justiça da Argentina, os veículos do Mercosul poderão ter sistema de placas unificado até 2018. A mudança permitirá o livre fluxo de carros, motocicletas, ônibus e caminhões entre os países do bloco, atualmente formado por Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai e Venezuela.

Os cinco países ainda trabalham no desenho e nos sistemas de identificação unificados para garantir a segurança e efetividade das novas placas. A previsão, contudo, é de que já em 2016 os transportes de passageiros e cargas utilizem a identificação internacional. Dois anos depois, os veículos particulares deverão fazer a mudança.

A principal intenção da unificação é simplificar o transporte de cargas e passageiros entre os países, o que exige muitas vezes licenças especiais, ou até mesmo troca de placas entre cada fronteira. A novidade vai melhorar também o controle de infrações de trânsito e a localização dos carros na eventualidade de um roubo ou furto.

Outro aspecto importante será a ampliação para quatro letras nas placas. Os modelos atuais já se aproximam do esgotamento, tanto no Brasil quanto na Argentina.


Bookmark and Share