Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 05/09/2014
  • 07:46
  • Atualização: 07:57

Chuvas deixam 69 mortos no Paquistão

Exército anunciou mobilização para apoiar socorristas na zonas rurais

Monções deixam 69 mortos no Paquistão | Foto: Aamir Qureshi / AFP / CP

Monções deixam 69 mortos no Paquistão | Foto: Aamir Qureshi / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

As chuvas torrenciais de monções deixaram ao menos 69 mortos nesta semana no Paquistão, indicaram nesta sexta-feira os socorristas, apoiados pelo exército nos trabalhos de resgate.

As monções provocam regularmente danos no Paquistão, tanto nas zonas rurais quanto nas cidades, cujas ruas inundam, mas as chuvas foram particularmente intensas nos últimos quatro anos. O governo foi criticado por não fazer mais para proteger a população. Os socorristas haviam anunciado na quinta-feira a morte de 40 pessoas.

Na província de Punyab (Leste), a mais povoada do país, 35 pessoas morreram e cem ficaram feridas, enquanto 31 perderam a vida na parte da Caxemira (Nordeste) administrada pelo Paquistão. Três soldados também morreram por um deslizamento de terra perto da "Linha de Controle", fronteira de fato entre Paquistão e Índia.

O exército anunciou, por outro lado, nesta sexta-feira a mobilização de soldados para apoiar os socorristas nas zonas mais afetadas pelas chuvas torrenciais, especialmente em Punyab, atravessada pelo rio Indus e seus afluentes.

Os serviços meteorológicos preveem tempestades e chuvas torrenciais durante o fim de semana em Punyab e nas regiões montanhosas do norte. Em 2010, as piores inundações da história do Paquistão deixaram cerca de 1,8 mil mortos e afetaram 21 milhões de pessoas.

Bookmark and Share