Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 05/09/2014
  • 13:48
  • Atualização: 14:57

ONU promete deter epidemia de ebola num prazo de seis a nove meses

Secretário-geral afirma que próximas semanas serão decisivas

Secretário-geral afirma que próximas semanas serão decisivas | Foto: Dominique Faget / AFP / CP

Secretário-geral afirma que próximas semanas serão decisivas | Foto: Dominique Faget / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

As Nações Unidas fixaram a meta de deter a extensão da epidemia de ebola nos próximos seis a nove meses, afirmou nesta sexta-feira o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.  Depois de uma reunião com altos funcionários da Saúde, Ban afirmou que "as próximas semanas serão decisivas" para intensificar os esforços internacionais para combater a pior epidemia mundial de ebola. 

Também nesta sexta-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que as terapias sanguíneas e os soros poderão ser utilizados a partir de agora nos países atingidos pela epidemia de ebola. Segundo a OMS, a segurança sanitária das duas primeiras vacinas contra a doença surgidas destas pesquisas será anunciada em novembro após os testes.

Esses testes serão realizados no Mali, conforme decidiram os especialistas reunidos para discutir a questão. "Nós chegamos a um consenso", declarou à imprensa Marie-Paule Kieny, assistente do diretor-geral da OMS, após uma reunião de dois dias em Genebra com quase 200 especialistas.

A OMS também divulgou o mais recente balanço de mortos causados pela doença: o número de vítimas da epidemia ultrapassou os 2 mil mortos.

Bookmark and Share