Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2018

  • 03/02/2018
  • 09:25
  • Atualização: 09:33

Cancha de bocha atrai veranistas em Capão da Canoa

Com revitalização do calçadão, foram instaladas 2 estruturas que incentivam prática do esporte

Espaço é bastante frequentado principalmente pelo público da terceira idade | Foto: Mauro Schaefer

Espaço é bastante frequentado principalmente pelo público da terceira idade | Foto: Mauro Schaefer

  • Comentários
  • Correio do Povo

Faça sol ou chuva há um local no calçadão de Capão da Canoa que está sempre lotado. Os gritos podem ser ouvidos até da beira da praia e a animação é contagiante. Pelo menos 50 jogadores de bocha sempre estão na volta das duas canchas que foram instaladas na revitalização da orla ocorrida entre 2015 e 2016.

O esporte envolve seis pessoas de cada lado da cancha. Uma bolinha é o centro das atenções. Chamada de balin, ela é colocada no lado oposto da cancha e o objetivo do jogo é conseguir jogar as bolas maiores mais perto dela. “Aqui todo mundo manda um pouco”, afirmou Jorge Reichert, 64, ao justificar o motivo dos gritos frequentes e até das discussões sobre qual bola está mais aproximada do balin.

Morador de Pareci Novo, o comerciante é veranista de Capão da Canoa e vai quase todos os dias até a cancha de bocha. “Tem gente de todo o Estado. É gente que vem e vai. Mas quem é jogador de bocha vem pra cá”, relatou Reichert. E por se tratar das únicas canchas com estrutura para qualquer condição climática na região, o local acaba ficando ainda mais cheio nos dias de chuva. “Às vezes tem cem jogadores ao mesmo tempo aqui”, ressaltou o comerciante.

A movimentação também acaba atraindo curiosos e até veranistas que não participam, mas admiram o jogo e o ambiente criado pelos frequentadores – a maioria da terceira idade. “É legal ver como são passionais e competidores. E no final se vê que são todos amigos”, disse Isabel Tavares, 47 anos, que é de Porto Alegre. Ela também veraneia em Capão da Canoa e costuma passar pelo local no caminho até a beira da praia.