Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 21 de Novembro de 2017

  • 17/05/2017
  • 11:49
  • Atualização: 11:58

Pouco mais de um terço dos brasileiro praticam esporte ou atividade física, diz IBGE

Rio Grande do Sul aparece em 12º lugar no ranking da prática de esporte

Caminhada é o segundo esporte mais praticado no Brasil   | Foto: Guilherme Testa

Caminhada é o segundo esporte mais praticado no Brasil | Foto: Guilherme Testa

  • Comentários
  • Mauren Xavier

Pouco mais de 1/3 dos brasileiros praticam algum esporte ou atividade física. Além disso, quanto mais velho, menor o percentual de pessoas praticando exercícios. Esses são alguns dados divulgados nesta quarta-feira pelo suplemento Prática de Esporte e Atividade Física, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Sobre os gaúchos, alguns dados chamam a atenção. Por exemplo, o Rio Grande do Sul aparece em 12º lugar no ranking da prática de esporte, com índice de 23,9%. O maior percentual registrado foi no Amazonas, com 32,2%, e o menor no Rio de Janeiro, com 18,9%. Entretanto no ranking sobre pessoas que praticaram alguma atividade física, o RS está em segundo lugar, ficando atrás apenas do Distrito Federal.

Futebol: O esporte mais praticado

Entre os esportes, com era esperado, o futebol é o mais praticado no Brasil, totalizando 39,3% do total dos entrevistados. Neste ponto, há uma predominância de homens, com 94,5%, e o restante (5,5%) de mulheres. Em seguida, a aparece a caminhada (24,6%), e o fitness (9,0%).

A pesquisa foi realizada em 2015, quando o País tinha 161,8 milhões de pessoas com mais de 15 anos. Destas, 61,3 milhões, ou 37,9%, praticaram algum esporte ou atividade física. A pesquisa mostrou uma diferença. Apesar de as mulheres representarem 52,2% do total dos brasileiros; quando se verifica a prática de esportes ou atividade física, elas correspondem a 46,1%. Essa realação entre homens é de 47,8% (da população) e 53,9% (dos praticantes).

Justificativas para a não prática

O levantamento, que leva em consideração a população maior de 15 anos, apontou ainda alguns comportamentos. Como os fatores para a não prática de esportes ou atividades físicas. Entre as justificativas estão a falta de tempo (38,2%) e o fato de não gostarem ou não quererem (35%). Outro comportamento identificado é que quanto maior o nível de instrução da população, maior a adesão. Por exemplo, o percentual de pessoas praticantes das pessoas sem instrução é de 17,3%; enquanto que entre os com ensino superior completo chega a 56,7%.

Sobre a frequência semanal, 26,3% das pessoas disseram praticar 4x ou mais por semana; 23,6%, 3x; 20,9%, 2x; 21,4%, 1x; e somente 7,8%, menos que 1x por semana. Outra informação interessante é a percepção da população em relação aos investimentos em estrutura esportivas. No Rio Grande do Sul, entre os entrevistados, 69,2% acham que deveria haver maior investimento na área, 19,3% acham que não há necessidade e 11,5%, não souberam responder.