Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 27 de Maio de 2017

  • 17/05/2017
  • 09:43
  • Atualização: 09:47

Congresso dos Estados Unidos pede ao FBI documentos de Comey sobre Trump

Presidente dos Estados Unidos foi acusado de pedir fim de investigação do FBI

Congresso dos Estados Unidos pede ao FBI documentos de Comey sobre Trump | Foto: Saul Loeb / AFP / CP

Congresso dos Estados Unidos pede ao FBI documentos de Comey sobre Trump | Foto: Saul Loeb / AFP / CP

  • Comentários
  • Agência Brasil

O Comitê de Inteligência da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos (EUA) solicitou nessa terça-feira ao FBI (Agência Federal de Investigação norte-americana) todos os documentos que seu ex-diretor James Comey elaborou sobre as conversas com o presidente Donald Trump. A informação é da Agência EFE.

A petição, assinada pelo presidente do comitê, o republicano Jason Chaffetz, inclui "memorandos, notas, resumos e gravações" em poder do FBI, para que sejam entreguem antes do dia 24 de maio. "Se for verdade, esses memorandos apresentam dúvidas sobre se o presidente tentou influenciar ou impedir a investigação do FBI no que se refere ao general (Michael) Flynn", disse Chaffetz, em carta dirigida ao diretor interino do FBI, Andrew G. McCabe.

A solicitação é feita depois que o jornal The New York Times revelou a existência de documentos elaborados por Comey, a fim de documentar suas conversas com Trump. Em um desses documentos, há o pedido de Trump para que Comey encerrasse uma investigação das ligações da Rússia com seu ex-assessor de Segurança Nacional, o general aposentado Michael Flynn.

"Espero que possa deixar isso passar", disse Trump a Comey, segundo o texto divulgado pelo jornal. "É um bom sujeito", acrescentou o governante, de acordo com o The New York Times. Na semana passada, Trump demitiu James Comey, que comandava a investigação do FBI para esclarecer as ligações dos russos com a campanha presidencial de Trump, um assunto também abordado pelo Congresso. Também na semana passada, o Comitê de Inteligência do Senado ordenou que Comey entregasse todos seus documentos relacionados com a Rússia, depois de ele se negar a colaborar com a investigação.