Porto Alegre

13ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 24 de Outubro de 2017

  • 09/08/2017
  • 15:24
  • Atualização: 15:56

PF cumpre operação contra tráfico internacional de drogas em sete cidades do RS

Operação Anjos da Praia tem 15 mandados na Metade Sul do Estado

PF cumpre operação contra tráfico internacional de drogas em sete cidades do RS | Foto: Polícia Federal / Divulgação / CP

PF cumpre operação contra tráfico internacional de drogas em sete cidades do RS | Foto: Polícia Federal / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quarta-feira, a Operação Anjos da Praia, com o objetivo de combater o tráfico internacional de drogas na Metade Sul do Rio Grande do Sul. Mais de 70 policiais federais cumpriram 15 mandados de busca e apreensão, seis mandados de prisão e sete de condução coercitiva, nos municípios de Santa Vitória do Palmar, Rio Grande, Pelotas, Camaquã, Novo Hamburgo, Estância Velha e também em Foz do Iguaçu, no Paraná. Também foram determinados pela Justiça Federal o sequestro e a indisponibilidade de bens da quadrilha investigada.

A Operação Anjos da Praia teve início ainda em novembro de 2016, após diligências preliminares da PF no Chuí indicarem a possível prática de crimes de tráfico internacional na região. Informações apontaram que um grupo denominado “Anjinhos da Praia” se reunia em uma cabana alugada no Balneário do Hermenegildo, em Santa Vitória do Palmar, para planejar o envio de drogas para o Uruguai durante a temporada de verão.

A investigação demonstrou que as cidades de Santa Vitória do Palmar e Chuí serviam como entrepostos para a inserção e distribuição do entorpecente no país vizinho. A mesma estrutura criminosa, organizada para enviar as drogas, ainda era utilizada para introduzir armas de origem estrangeira no território brasileiro.

Durante os nove meses de investigação, foram realizadas seis prisões em flagrante e apreendidos aproximadamente 650 quilos de maconha e 70 quilos de cocaína, durante ações da PF que contaram com o apoio da Receita Federal, da Brigada Militar, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Nacional uruguaia.

Os envolvidos devem responder pelos crimes de tráfico de drogas e de armas, formação de organização criminosa e lavagem de capitais, perante a Justiça Federal de Rio Grande e perante a Justiça Estadual da Comarca de Santa Vitória do Palmar.