Porto Alegre

16ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

  • 13/08/2017
  • 12:14
  • Atualização: 12:34

Políticos exaltam liderança e transparência de Carlos Araújo

Ex-deputado morreu na madrugada desse sábado

Políticos exaltam liderança e transparência de Carlos Araújo  | Foto: Alina Souza

Políticos exaltam liderança e transparência de Carlos Araújo | Foto: Alina Souza

  • Comentários
  • Flávia Bemfica

Definido como líder, Carlos Araújo foi lembrado por vários políticos gaúchos como um homem transparente e que conduzia a relação entre pessoas com maestria. O ex-deputado e ex-marido de Dilma Rousseff morreu na madrugada deste sábado. Segundo boletim médico, ele era portador de doença pulmonar obstrutiva crônica.

José Paulo Cairoli (PSD) – vice-governador

“Conheci o Araújo na época do BRDE e nos tornamos amigos. É como amigo que estou aqui e não representando o governo. O Araújo era um destes homens que tinha consciência da importância do diálogo, era um líder, ele conseguia aproximar as pessoas.”

Edegar Pretto (PT) – presidente da Assembleia Legislativa

“Perdemos um grande brasileiro, um homem que fez parte desta Casa, um político que não fazia política com cartas na manga, e que era sempre muito transparente nas suas posições.”

Alceu Collares (PDT) – ex-governador

“O Araújo tinha uma capacidade extraordinária de luta. Nunca se viu ele triste, nem nas horas mais amargas. Estava sempre com a mente voltada para o amanhã. Depois do Brizola e do Sereno, aparece como uma de nossas grandes lideranças.”

Olívio Dutra (PT) – ex-governador

“Ele enfrentou a perseguição, a prisão e a tortura, foi um militante do trabalhismo socialista. É uma daquelas figuras que sai da vida para entrar na história, porque foi um militante que nunca deixou de aprender e com quem aprendemos muito.”

Pedro Simon (PMDB) – ex-governador

“Eu gostava dele demais. Era um homem sério, digno, correto e fiel à suas ideias. Veja, nestes últimos anos, por exemplo, podia brilhar e tirar alguma vantagem da exposição da Dilma. E o que ele fez? Manteve a discrição e a seriedade.”

Tarso Genro (PT) – ex-governador

“Perdi um grande amigo e o RS perdeu um grande quadro político. É uma perda muito forte. Infelizmente, estamos na idade de começar a perder nossas grandes referências.”

José Fortunati (PDT) – ex-prefeito de Porto Alegre

“O RS perdeu um grande homem público e um brilhante advogado trabalhista. Alguém que tinha posições muito firmes, mas que sempre estava aberto ao diálogo.”

Pompeo de Mattos – presidente estadual do PDT

“Poucos lutaram tanto e com tanta intensidade pelas causas em que acreditaram quanto o Araújo. Foi um homem que, por sua causa, chegou a pegar em armas e, ao mesmo tempo, foi um democrata.”

Celso Bernardi – presidente estadual do PP

“O Araújo era um grande homem, alguém com capacidade de aproximar adversários, que sabem dar valor a isso. Foi um dos últimos a conseguir agregar os diferentes. Sinto falta disso nos dias de hoje.”