Porto Alegre

31ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

  • 21/09/2017
  • 13:04
  • Atualização: 13:07

CPMI da JBS convoca ex-procurador Marcello Miller e executivos da empresa

O ex-procurador-geral Rodrigo Janot foi convidado a comparecer

Comissão tem como presidente o senador Ataídes (PSDB-TO) e como relator o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) | Foto: Lúcio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados / Divulgação / CP

Comissão tem como presidente o senador Ataídes (PSDB-TO) e como relator o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) | Foto: Lúcio Bernardo Jr./Câmara dos Deputados / Divulgação / CP

  • Comentários
  • AE

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS aprovou nesta quinta-feira, a convocação do ex-procurador Marcello Miller, suspeito de fazer "jogo duplo" ao orientar delatores durante as negociações do acordo de colaboração premiada de executivos da empresa. Na mesma reunião, a comissão já havia aprovado um convite ao ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. Neste caso, Janot pode recusar o convite e não comparecer.

Em um esforço para esvaziar a lista de mais de 118 requerimentos na pauta, a comissão aprovou também a convocação de executivos da JBS, incluindo os irmãos Joesley e Wesley Batista, além do diretor Ricardo Saud, delatores do grupo.

A comissão também convocou o procurador da República Ângelo Goulart Vilella, que foi preso após suspeita de vazar informações de operações que tinham como alvo a empresa de processamento de carnes. A CPMI do JBS tem como foco apurar os negócios da JBS com o BNDES e a delação premiada da empresa com a Procuradoria-Geral da República.

Ainda na lista de nomes convidados a prestar esclarecimentos à comissão estão o ex-presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) Leonardo Porciúncula Pereira e Márcio Lobo, advogado da associação de acionistas minoritários da JBS.

Instalada no início de setembro, a comissão tem como presidente o senador Ataídes (PSDB-TO) e como relator o deputado Carlos Marun (PMDB-MS). O foco da CPI mista são as supostas irregularidades envolvendo as empresas JBS e J&F em operações realizadas com o BNDES e BNDESPar, ocorridas entre os anos de 2007 a 2016.

Os depoimentos dos convidados e convocados devem ocorrer na próxima semana.