Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 19 de Setembro de 2017

  • 13/09/2017
  • 18:47
  • Atualização: 18:52

Cármen Lúcia suspende julgamento sobre suspensão de denúncia contra Temer

Conclusão ficará para próxima semana, quando Janot vai deixar cargo na PGR

Julgamento sobre suspensão de denúncia contra Temer foi interrompido | Foto: Rosinei Coutinho / STF / CP

Julgamento sobre suspensão de denúncia contra Temer foi interrompido | Foto: Rosinei Coutinho / STF / CP

  • Comentários
  • AE

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, adiou para a próxima semana a conclusão do julgamento pela Corte do pedido da defesa do presidente Michel Temer para suspender eventual segunda denúncia apresentada pelo procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, contra ele. A defesa pede a suspensão até que as provas contra Temer, obtidas por meio da delação do grupo J&F, sejam analisadas pelo Ministério Público e pelo STF.

Cármen suspendeu a sessão em que o pedido estava sendo analisado por volta das 18h10 desta quarta-feira. Até esse horário, nenhum ministro havia proferido voto. Só tinham se pronunciado o relator da solicitação na Corte, ministro Edson Fachin; o vice-procurador-Geral da República, Nicolao Dino; e o advogado Cézar Bitencourt, que faz a defesa do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), também atingido pela delação da J&F.

Inicialmente, a presidente do Supremo informou que remarcaria o julgamento para esta quinta-feira. Posteriormente, porém, Cármen disse que a conclusão deve ficar para a próxima semana, quando Janot já terá deixado o cargo - o mandato dele acaba no domingo, 17 de setembro. Segundo a ministra, nesta quinta-feira, a Corte julgará uma ação relacionada ao Novo Código Florestal. Ela disse que ainda decidirá qual a nova data para retomada do julgamento.