Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

  • 10/08/2017
  • 14:40
  • Atualização: 14:44

Centenas fazem fila para garantir vaga temporária de trabalho na Expointer

Reclamação é de falta de organização para receber candidatos

Centenas de pessoas fazem fila para garantir vaga temporária de trabalho na 40ª Expointer | Foto: Fernanda Bassôa / Especial CP

Centenas de pessoas fazem fila para garantir vaga temporária de trabalho na 40ª Expointer | Foto: Fernanda Bassôa / Especial CP

  • Comentários
  • Fernanda Bassôa

Centenas de pessoas têm formado longas filas na lateral do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, à espera de uma oportunidade de trabalho junto à 40ª edição da Expointer, que acontece de 26 de agosto à 3 de setembro. O aglomerado de homens e mulheres acontece há pelo menos duas semanas no bairro Novo Esteio e, além daqueles que acordam cedo e chegam no local ainda de madrugada, há famílias que montam barracas e optam por pernoitarem na calçada para garantir lugar entre os primeiros candidatos para a seleção de emprego. No entanto, o clima entre os candidatos é de revolta e indignação em razão do tempo de espera e da falta de informação.

Uilson Arbolo, de 44 anos, desde segunda-feira sai de casa, no bairro das Antenas, divisa de Esteio com Sapucaia do Sul, e desloca até o parque de bicicleta por volta das 3 da manhã. “A gente fica o dia aqui e ninguém nos informa nada. Passamos fome, frio e cansaço. Estamos aqui porque precisamos. Todos queremos uma oportunidade para trabalhar.”

Da mesma forma disse Anelice Fernandes da Silva, de 40 anos, que mora no bairro Jardim Planalto, em Esteio. “É uma falta de respeito com as pessoas. Tem gente que está dormindo nessa calçada suja e fria só para garantir uma vaga nestes dias de feira. Eles poderiam adotar um sistema de fichas e distribuir para gente. Essa situação é constrangera.”

O sub-secretário do Parque de Exposições Assis Brasil e presidente da Expointer, Sérgio Bandoca, informou que a contratação de funcionários e pessoas externas nada tem a ver com a administração do local. Segundo ele, a contratação é feita diretamente com as empresas (licitadas por pregão – de menor preço) que se instalarão na feira.

“Algumas empresas vêm antes, outras se instalarão depois. Haverá bastante vagas para o pessoal da limpeza e segurança. No entanto, não temos como prever como serão feitas as seleções, que serão de responsabilidade exclusivamente de cada uma delas. O parque apenas se responsabiliza pela fiscalização do serviço prestado”, explica Bandoca.