Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

  • 04/10/2017
  • 17:01
  • Atualização: 17:04

Governo lista 20 pragas que tem o potencial de ameaçar a agricultura do País

Segundo Embrapa, elas têm potencial de prejudicar culturas como milho, soja, mandioca, batata, arroz e frutas

  • Comentários
  • AE

Uma lista de 20 pragas que ainda não estão presentes no País, mas ameaçam seriamente a agricultura brasileira, acabou de ser lançada pelo Ministério da Agricultura, em conjunto com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Conforme divulgou nesta quarta-feira, a Embrapa, em nota, elas têm o potencial de prejudicar culturas como milho, soja, mandioca, batata, arroz e várias frutas.

"Três delas já contam, inclusive, com planos de contingência", diz a Embrapa, sobre a vigilância reforçada sobre elas. Ainda conforme a instituição, existem atualmente 500 pragas quarentenárias - entre fungos, insetos, bactérias, vírus, nematoides e plantas - oficialmente reconhecidas como ausentes no Brasil.

Na definição da própria Embrapa, pragas quarentenárias são "todo organismo de natureza animal e/ou vegetal, que estando presente em outros países ou regiões, mesmo sob controle permanente, constitui ameaça à economia agrícola do país ou região importadora exposta".

Conforme o coordenador-geral de Proteção de Plantas do ministério, Paulo Parizzi, a lista de pragas prioritárias é importante "porque permite desenvolver um trabalho mais focado nas necessidades específicas de cada praga destacada, visando evitar sua introdução e melhor preparo caso entrem, e dessa forma adotar as medidas necessárias para sua erradicação e controle", diz.

Além disso, a lista é obrigatória, pois o Brasil é membro da Convenção Internacional para Proteção dos Vegetais (Cipv), que prevê esta publicação.

Das 20 pragas listadas como prioritárias, três já contam com planos de contingência: o fungo Moniliophthora roreri, que infecta os frutos do cacaueiro; o inseto Cydia pomonella, que ataca principalmente a maçã, e o Candidatus Phytoplasma palmae, fitoplasma que causa o amarelecimento-letal-do-coqueiro.