Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Outubro de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
13º 20º


Faça sua Busca



Esportes > Copa 2014

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

07/06/2014 19:31 - Atualizado em 07/06/2014 19:57

Argentina bate Eslovênia por 2 a 0 no último amistoso antes da Copa

Seleção sul-americana embarca para o Brasil na segunda-feira

Messi marca e Argentina bate Eslovênia por 2 a 0<br /><b>Crédito: </b> Maxi Failla / AFP / CP
Messi marca e Argentina bate Eslovênia por 2 a 0
Crédito: Maxi Failla / AFP / CP
Messi marca e Argentina bate Eslovênia por 2 a 0
Crédito: Maxi Failla / AFP / CP

A Argentina se despediu de seu torcedor com vitória por 2 a 0 sobre a Eslovênia, neste sábado, em La Plata. Gols de Ricky Álvarez, com 11 minutos do primeiro tempo, e de Messi, aos 30 minutos da etapa final.

Foi uma partida onde, além da festa, o técnico Alejandro Sabella levou a campo uma equipe bem alternativa. O treinador poupou seus principais astros e armou uma equipe com três homens na defesa: Mascherano, Basanta e Augusto Fernández.

Mesmo sem suas peças mais talentosas, a Argentina apresentou um bom jogo coletivo. Bom toque de bola, ritmo cadenciado e chegadas perigosas ao gol esloveno. Apesar do placar magro, foi uma exibição tranquila da Albiceleste.

Quando as duas equipes ainda se estudavam em campo, a Eslovênia cometeu um erro em sua saída de bola. Álvarez conduziu pelo campo de ataque, Lavezzi chamou a marcação e o jogador da Internazionale acertou um arremate de fora da área para marcar o gol argentino.

A partida seguiu sem sobressaltos até que Biglia teve de deixar campo lesionado. Sabella acabou sendo obrigado a colocar Mascherano no meio-de-campo. Pois o volante, que no Barcelona vem sendo usado como zagueiro, rendeu muito bem neste setor. Além de roubar bolas, deu bons passes para os atacantes. A Argentina poderia ter ido para o vestiário com a vantagem do segundo gol.

No segundo tempo Sabella resolveu, a pedido do público, colocar suas feras em campo. Entraram Di María, Messi e Agüero nos lugares de Álvarez, Lavezzi e Maxi Rodríguez.

Pois o "trio maravilha" daria sua resposta poucos minutos depois de entrar. Di María deu passe por elevação, a bola chegou a Agüero, que passou de cabeça para Messi, no centro da área, marcar. Uma linha de passe com muita categoria.

A entrada dos craques fez com que a Argentina passasse a ter uma postura mais agressiva. As trocas de passes mais rápidas começaram a sair, e em outra triangulação entre os três quase saiu o terceiro gol. Não saiu, mas nem assim o torcedor que foi ao estádio de La Plata foi para casa chateado. Pelo contrário, foi embora com a sensação de que este time argentino pode fazer uma grande campanha no Brasil. Se será campeão, é outra história.

Segunda-feira o time embarcará. A AFA convocou os torcedores para abraçar a equipe no aeroporto de Ezeiza. Certamente haverá muita gente. A seleção ao menos já conquistou o seu torcedor, e os argentinos chegarão em Belo Horizonte bastante motivados.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress





O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.