Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
15º 22º


Faça sua Busca



Esportes > Copa 2014

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

17/06/2014 12:07 - Atualizado em 17/06/2014 12:14

Técnico da Austrália aposta em jogo corrido contra a Holanda

Agen Postecoglou comemorou clima ameno de Porto Alegre

Técnico da Austrália aposta em jogo corrido contra a Holanda<br /><b>Crédito: </b> William West / AFP / CP
Técnico da Austrália aposta em jogo corrido contra a Holanda
Crédito: William West / AFP / CP
Técnico da Austrália aposta em jogo corrido contra a Holanda
Crédito: William West / AFP / CP

Sem grandes aspirações no grupo B da Copa depois de ter sido derrotada na primeira fase, a Austrália chega a Porto Alegre querendo fazer uma avaliação de seu futebol, conforme o técnico Agen Postecoglou. Para ele, a oportunidade de enfrentar a Holanda será uma forma de testar a evoluação do futebol do país nos últimos anos. “Sempre dizemos que queremos chegar no nível dos melhores e amanhã teremos uma oportunidade para saber em que pé estamos”, afirmou.

E ele acredita que será um jogo corrido. Segundo ele, a partida em Porto Alegre será muito mais rápida do que a de Cuiabá em função do clima – a previsão é de que os termômetros não passem dos 16°C na tarde desta quarta-feira na Capital. “Acho que será melhor para os jogadores. O jogo (em Cuiabá) foi em condições extremas para eles”, afirmou o treinador, em entrevista coletiva antes do treino de reconhecimento do gramado do estádio Beira-Rio.

Para ele, o clima influenciará diretamente na partida. “O jogo será mais compacto e mais rápido. Acho que ambas as equipes gostam de jogar desta forma. Nós e os holandeses também”, projetou.

Nada de retranca

O técnico elogiou o ataque da Holanda, formado por Robben, Van Persie e Sneijder, mas avisou que não irá se preocupar apenas com a defesa no jogo no Beira-Rio. “Temos que ter uma defesa forte, mas temos que trabalhar também no ataque”, explicou. “Se a Espanha tivesse atacado melhor talvez tivesse um resultado melhor”, comparou ele, referindo-se ao 5 a 1 do confronto que reeditou a última final da Copa.


Bookmark and Share

Fonte: Tiago Medina / Correio do Povo





O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.