Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
16º 26º


Faça sua Busca



Esportes > Copa 2014

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

20/06/2014 09:42 - Atualizado em 20/06/2014 09:46

"Invisível", Luiz Gustavo é o que mais corre e rouba bolas

Volante da Seleção tem responsabilidade de cobrir buracos da defesa

Invisível, Luiz Gustavo é o que mais corre e rouba bolas na Seleção <br /><b>Crédito: </b> Dimitar Dilkoff / AFP / CP
Invisível, Luiz Gustavo é o que mais corre e rouba bolas na Seleção
Crédito: Dimitar Dilkoff / AFP / CP
Invisível, Luiz Gustavo é o que mais corre e rouba bolas na Seleção
Crédito: Dimitar Dilkoff / AFP / CP

Ele é o jogador que mais sofre faltas na Seleção Brasileira, mas não é Neymar. É o que mais desarma ou recupera bolas, mas não se trata dos zagueiros Thiago Silva e David Luiz. É o que mais corre em campo, mas não estamos falando dos laterais e velocistas Daniel Alves e Marcelo. Luiz Gustavo nem sequer pegou a “camisa de titular”, de 1 a 11 (já que joga com a 17), mas é o mais eficiente do meio de campo do Brasil na Copa até o momento.

E os números de Luiz Gustavo se destacam em todos os itens de estatísticas da Fifa nos jogos da Seleção. O volante (ou cabeça-de-área) é o homem invisível do time que tem a melhor defesa do mundo, segundo o coordenador técnico Carlos Alberto Parreira, e o atacante Neymar como um dos cinco melhores do planeta, segundo o técnico Luiz Felipe Scolari. "Eu já disse algumas vezes que não faço questão alguma de ser conhecido. Procuro sempre me sentir satisfeito. Gosto de me doar, é meu prazer, minha satisfação", afirma.

No esquema 4-2-3-1 de Felipão, Luiz Gustavo ajuda na saída de bola e distribui o jogo quando o time tem a bola. E ajuda a cobrir os buracos nas laterais provocados pelos muitos avanços de Daniel Alves e Marcelo, além de dar o primeiro combate ao meia mais criativo do adversário.

Para Luiz Gustavo, o empate contra o México não causou preocupação para o time do Brasil. "O mais importante na primeira fase é pontuar. A gente teve chances mais claras para ganhar, mas isso é Copa do Mundo, as dificuldades são normais", afirmou.

Bookmark and Share


Fonte: Lancepress





O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.