Correio do Povo

Porto Alegre, 2 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
13ºC
Amanhã
15º 23º


Faça sua Busca



Esportes > Copa 2014

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

22/06/2014 19:12 - Atualizado em 22/06/2014 19:15

Técnico de Camarões diz que só um milagre fará Eto'o iniciar jogo contra Brasil

Atacante não treinou neste domingo e faz tratamento para ser opção no banco

Eto´o não deve iniciar jogo contra Brasil nesta segunda<br /><b>Crédito: </b> Pierre-Philippe Marcou / AFP / CP
Eto´o não deve iniciar jogo contra Brasil nesta segunda
Crédito: Pierre-Philippe Marcou / AFP / CP
Eto´o não deve iniciar jogo contra Brasil nesta segunda
Crédito: Pierre-Philippe Marcou / AFP / CP

O técnico de Camarões, Finke Volker, não escondeu o ceticismo quanto a possibilidade de o atacante Eto'o iniciar a partida entre os titulares contra o Brasil, domingo, às 17h, no estádio Mané Garrincha. O treinador destacou que somente um milagre permitiria que ele atuasse desde o início do confronto.

“Talvez ele possa ajudar por alguns minutos, mas é um pouco incerto. Começar como titular, não. Acredito que não vai ocorrer um milagre durante a noite e, por isso, a titularidade vai ser impossível”, revelou o alemão Volker.

Por causa de uma contusão no joelho direito, Eto'o desfalcou o time na derrota para a Croácia. Desde então, o jogador passou a trabalhar fora do grupo e, neste domingo, ficou no banco de reservas, enquanto os companheiros faziam o reconhecimento do gramado do Mané Garrincha.

O craque de Camarões disputa a sua quarta Copa do Mundo e, aos 33 anos, sua continuação até mesmo na seleção é um mistério. Para Volker, o jogador ainda tem condições físicas de atuar por mais um Mundial.

Além de Eto'o, outro assunto que o técnico de Camarões foi bombardeado tratou da suspeita da Fifa sobre a possibilidade de manipulação de resultados no confronto entre Brasil e Camarões. Volker se mostrou incomodado e fez uma árdua defesa de seus atletas ao destacar que eles não aceitariam dinheiro para perder ou ganhar.

“Isso é um rumor e nunca ouvi falar. É a primeira vez que escuto. Posso dizer que conheço um pouco a minha equipe e isso seria impossível. Nós não precisamos desse tipo de suspeita. Com certeza, não a minha equipe”, frisou o técnico de Camarões.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress





O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.