Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
16º 20º


Faça sua Busca



Esportes > Copa 2014

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

25/06/2014 14:52 - Atualizado em 25/06/2014 16:02

Lionel Messi brilha no Beira-Rio e Argentina vence a Nigéria

Camisa 10 marcou duas vezes no 3 a 2 celebrado a plenos pulmões pelos argentinos

Messi marcou duas vezes contra a Nigéria<br /><b>Crédito: </b> Ricardo Giusti
Messi marcou duas vezes contra a Nigéria
Crédito: Ricardo Giusti
Messi marcou duas vezes contra a Nigéria
Crédito: Ricardo Giusti

O Beira-Rio viu Lionel Messi e um grande jogo de futebol, com direito a show da torcida argentina nesta quarta-feira. Em alta velocidade, argentinos e nigerianos anotaram cinco gols, mas a vantagem no placar ficou para quem tem o craque. Ao fim dos 90 minutos, vitória e 100% na campanha para a Argentina, no 3 a 2 sobre a Nigéria. Apesar do tropeço, os africanos seguem na Copa com o segundo lugar no grupo. E com os dois gols de hoje, Messi alcançou Neymar na artilharia da Copa, com quatro tentos.

A Argentina levou um susto, mas conduzida por Messi e empurrada pela pressão ofensiva de Di Maria e da sua torcida, dominou o primeiro tempo no Beira-Rio. Dois gols relâmpago deram o tom para 45 minutos de muita movimentação no gramado.

Gols relâmpago para abrir os trabalhos


Pouco mais de 180 segundos de partida tinham se passado quando Lionel Messi abriu o placar. A jogada foi de Di Maria, que avançou pela esquerda, ignorou a marcação e chutou muito forte. A bola passou pelo goleiro e bateu na trave. Messi entrou em velocidade para apanhar o rebote e fulminar o 1 a 0 nas redes. Os nigerianos deram a resposta no minuto seguinte, contudo. Muito veloz, Musa recebeu na esquerda e escapou nas costas da marcação. De fora da área, enquadrou o corpo e chutou com efeito para marcar um golaço no canto direito de Romero.

O problema para a seleção africana é que o "alentaço" seguiu a todo vapor nas arquibancadas e o time dos hermanos correspondeu. Primeiro, Di Maria tentou de fora da área, para bela defesa de Eneyeama. O goleiro menos vazado da Copa, até então, ainda teria trabalho com uma cabeçada contra de Mikel e defendeu uma cobrança de Messi no ângulo direito, quase inacreditável.

Seus companheiros continuaram a ceder faltas no entorno da área e, aos 45 minutos, não foi possível parar a pressão. Messi cobrou falta com muito efeito, a cerca de um metro da área. A bola contornou a barreira e entrou no cantinho direito, sem chances para o goleiro. O fim da primeira etapa terminou com 2 a 1 para a Argentina.

Segundo tempo começa com rede balançando

Só que o Beira-Rio na Copa é um templo de gols e o segundo tempo começou novamente incendiado. Logo no primeiro minuto, Musa tabelou com Emenike, invadiu a área e mandou no contrapé do goleiro Romero para igualar o placar.

Quatro minutos depois, entretanto, sairia mais um gol argentino do pé de Lionel Messi. Ele cobrou escanteio com perfeição para Rojo mandar de chapa de pé o 3 a 2. O craque ainda faria outra grande jogada ao 9 minutos. Sofreu três vezes a falta de Ambrose, mas ficou em pé, completou o drible e serviu Higuaín na área. O centroavante tentou colocar por cobertura, mas Eneyeama espalmou.

Aos 13, Messi teve a chance do seu terceiro gol na partida, em passe de Rojo. Mas a bola saiu um pouco às suas costas e ele chutou já caindo, para fora. Foi a última contribuição antes de ser substituído para receber os aplausos, cantos e gritos da torcida. Lavezzi entrou no seu lugar.

A Nigéria não desistiu e Ambrose desperdiçou chance após Mascherano cabecear bola para trás. Ficou com o gol à feição, mas chutou errado. Pouco antes, uma bolada gerou o lance dramático da partida. O centroavante Michael Babatunde foi atingido na mão pela bola, mas a força foi tanta que fez uma alavanca e fraturou seu braço. Foi necessária a substituição por Uchebo.

Os argentinos ainda tinham mais volume de jogo sem Messi e criaram outra chance para ampliar aos 36 minutos Di Maria mandou para a área, Lavezzi desviou, mas a bola bateu em Eneyeama em cima da linha e passou sobre o gol.

Assista aos gols em 3D:



Confira a galeria com os melhores momentos do jogo:






Bookmark and Share

Fonte: Bernardo Bercht/Correio do Povo





O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.