Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
16º 20º


Faça sua Busca



Esportes > Copa 2014

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

28/06/2014 11:22

Atletas divididos sobre jejum do Ramadã durante a Copa

Período sagrado para os muçulmanos começa neste fim de semana

Jogadores da Argélia cumprirão jejum sob supervisão médica<br /><b>Crédito: </b> Martin Bureau / AFP / CP
Jogadores da Argélia cumprirão jejum sob supervisão médica
Crédito: Martin Bureau / AFP / CP
Jogadores da Argélia cumprirão jejum sob supervisão médica
Crédito: Martin Bureau / AFP / CP

O jejum do Ramadã, período sagrado que começa no fim de semana para os muçulmanos, deve afetar poucos jogadores durante a Copa, mas os atletas que cumprirem a determinação o farão sob supervisão médica. Seleções de países muçulmanos como Irã, Bósnia e Costa do Marfim já foram eliminadas. Para jogadores de seleções como Argélia, França, Alemanha e Suíça, as possibilidades concedidas pelas autoridades religiosas devem limitar o número de jejuadores. Como viajantes, eles podem se beneficiar do direito de adiar o mês do Ramadã. Seria a solução para atletas “isolados” em equipes onde outras religiões são majoritárias.

O alemão Mesut Özil decidiu não observar o Ramadã. “Trabalho e vou continuar trabalhando. Assim, não farei o Ramadã”, frisa. Alguns atletas que estão no Brasil devem cumprir com o preceito religioso de forma ajustada ao calendário do jejum, como é o caso da Argélia, que tem um planejamento para as oitavas de final. Para esta Copa, os argelinos contrataram o médico Hakim Shalabi, referência da Fifa sobre jejum entre jogadores. “É um período no qual o risco de lesões aumenta, especialmente a nível lombar, das articulações e dos músculos”, afirma.

Conforme Chalabi, a desidratação é um problema ainda maior que a falta de alimentação. “Aconselhamos que o descanso seja mais prolongado à tarde, com o objetivo de recuperar parte do tempo de sono”, completou. O capitão da Argélia, Madjid Bouguerra, tem experiência na questão. “O duro é a hidratação. Está tudo bem, o clima é bom. Alguns atletas podem adiar estes dias. Pessoalmente, observarei em função de meu estado físico. Penso em cumprir.”

Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo





O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.