Correio do Povo

Porto Alegre, 2 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
13ºC
Amanhã
15º 23º


Faça sua Busca



Esportes > Copa 2014

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

28/06/2014 17:56 - Atualizado em 28/06/2014 18:07

Felipão exalta frieza de Neymar, mas teme desfalque nas quartas

Atacante da Seleção ficou com perna inchada pelas pancadas

Felipão reclamou das pancadas que Neymar recebeu dos chilenos<br /><b>Crédito: </b> Vanderlei Almeida / AFP / CP
Felipão reclamou das pancadas que Neymar recebeu dos chilenos
Crédito: Vanderlei Almeida / AFP / CP
Felipão reclamou das pancadas que Neymar recebeu dos chilenos
Crédito: Vanderlei Almeida / AFP / CP

Luiz Felipe Scolari exaltou a frieza de Neymar ao cobrar a última penalidade do Brasil, que antecedeu a cobrança perdida pelo Chile na classificação do Brasil neste sábado. Mas o técnico aproveitou para criticar a arbitragem e revelou que o camisa 10 jogou a partida inteira com a coxa inchada por causa de uma pancada. O técnico chegou até a colocá-lo como dúvidas para as quartas, na próxima sexta-feira.

“Na primeira jogada, o adversário bateu pesado. Eu me lembrei de quando eu treinava Portugal e aos cinco minutos o jogador da Holanda quebrou o Ronaldo no meio (na Copa de 2006). Aos 15, ele saiu. A coxa dele está desse tamanho! Não entendo. O Neymar caiu duas três vezes. O Sánchez se jogou 12 vezes. Neymar fez um esforço grande. Vai ficar inchado quatro dias e talvez a gente tenha problema grande para tê-lo no próximo jogo”, afirmou o treinador.

Felipão destacou o empenho do camisa 10. Na visão do comandante, ele foi o que menos sentiu a pressão na hora das cobranças decisivas. “Ele tem 22 anos, mas já é experiente como se tivesse 35. É maduro, pronto. Ele lida com essa dificuldade de não ter idade naturalmente. Ele é muito bom mentalmente, tem detalhes na vida dele que indicam que o Neymar está pronto desde os 17, 18 anos. Ele é simples, joga futebol e gosta. Quando vai bater o pênalti, é como se fosse na pelada em Santos”, disse.

“Neymar é assim. Ele jogou 75 minutos com uma pancada na coxa muito forte. Não conseguimos entender como batem dessa forma e não levam cartão. A perna está desse tamanho. Neymar gosta, adora o que faz. Ele esquece se é Copa, pelada, faz isso normalmente”, completou Felipão.

Bookmark and Share

Fonte: Lancepress





O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.