Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
16º 20º


Faça sua Busca



Esportes > Copa 2014

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

30/06/2014 19:32 - Atualizado em 30/06/2014 19:47

No sufoco, Alemanha vence Argélia no Beira-Rio

Seleção europeia fez 2 a 1 na prorrogação e pega a França nas quartas da Copa do Mundo

Alemanha vence Argélia no Beira-Rio <br /><b>Crédito: </b> Ricardo Giusti
Alemanha vence Argélia no Beira-Rio
Crédito: Ricardo Giusti
Alemanha vence Argélia no Beira-Rio
Crédito: Ricardo Giusti

Suado, difícil. Assim que a Alemanha conseguiu a vaga nas quartas de final da Copa do Mundo, eliminando uma brava Argélia, nesta segunda-feira, em Porto Alegre. Justo na única partida do Mundial em que não houve gols no tempo normal no Beira-Rio, o que não faltou foi emoção. E, após o 0 a 0 durante os 90 minutos, os germânicos fizeram valer sua força (e imposição física) e conquistaram a vaga na prorrogação ao vencerem por 2 a 1. Schuerrle e Özil anotaram para os europeus e Djabou descontou.

Já entre as oito melhores seleções da Copa do Mundo, a Alemanha volta a campo na sexta-feira, para enfrentar a França, que mais cedo bateu a Nigéria por 2 a 0. A partida será disputada no Maracanã. A Argélia, após realizar sua melhor campanha na história das Copas no Brasil, se despede.

Argélia surpreende com velocidade e força


A Argélia usou todas suas credenciais de surpresa da Copa no primeiro tempo e chegou a assustar os alemães. A equipe de Joachim Löw começou tocando bola e tentando envolver os rivais, mas na força e velocidade levou o troco e sofreu com várias chances de gol. O dia foi dos goleiros, com grandes participações de Mboulhi e Neuer, o que garantiu a ida do jogo para a prorrogação.

Logo aos oito minutos, a locomotiva argelina Slimani levou perigo. Lançado no contragolpe, ele driblou Neuer na intermediária e tentou o chute, mas no último momento o goleiro conseguiu dar o carrinho para salvar. No lance seguinte, Metersacker é que salvou os germânico. Boateng errou passe para trás, Slimani pressionou no drible e, quando ia invadir a área foi desarmado pelo zagueiro alemão.

Mais acostumada com a partida a todo gás, a Alemanha começou a criar suas oportunidades. Aos 13, Mboulhi precisou defender sua meta. Schweinsteigger chutou da intermediária, ele espalmou para cima e, mesmo entre dois atacantes, subiu para catar firme. No contragolpe, a Argélia invadiu a área pela direita e Feghouli desperdiçou a chance na cara de Neuer, chutando por cima. O arqueiro alemão novamente muito adiantado no lance.

Gol anulado e pressão argelina

Os argelinos ainda veriam o Beira-Rio vibrar com um gol, aos 16 minutos, mas o lance foi anulado por impedimento de Slimani, que concluiu de peixinho. A equipe ainda perderia a chance com Ghoulam, que foi lançado na área e chutou para fora na cara de Neuer. A melhor chance alemã veio aos 40minutos, mas Mboulhi salvou. Ele espalmou o chute de Muller à queima roupa e, no rebote, se atirou como um gato para catar a conclusão de Ozil. Os argelinos vibraram na arquibancada como se fosse um gol.

Os alemães voltaram para a segunda etapa com mais um atacante, Schuerrle, e tentando pressionar. Logo aos dois minutos ele já levou perigo. Ele dividiu bola na entrada da área, ela encobriu o goleiro, mas saiu para escanteio. Na cobrança, Mboulhi fez mágica para defender cabeçada forte de Mertesacker.

Mas no contra-ataque seguia para lá de perigosa a Argélia. Aos quatro minutos, Neuer subiu na cobrança de escanteio e, ao cair, deixou a bola escapar. Feghouli tentou chutar no rebote, mas tocou em cima do goleiro sob muita marcação.

Alemanha se acerta e Mboulhi salva


A partir daí, a Alemanha pressionou muito e Mboulhi brilhou. Ele voou num chutaço de Lahm, buscando a bola no ângulo esquerdo. Depois, fez milagre dentro da área. Muller cabeceou na cara do gol e ele conseguiu tirar no reflexo, quase em cima da linha. No rebote, Schuerrle chutou, mas a zaga argelina conseguiu afastar. Muller ainda perdeu outra chance aos 36 minutos quando tirou a marcação, mas chutou para fora de trivela, quase na pequena área.

Neuer precisou salvar aos 43 minutos, num contragolpe argelino. Feghouli correu pela direita sozinho e tentou encobrir o goleiro, mas já na intermediária ele deu o carrinho e tirou para a lateral. Na sequência, Mboulhi defendeu cabeçada de Schweinsteigger no contragolpe alemão e a partida foi para a prorrogação.

Finalmente o gol alemão

Demorou mais que o tempo normal, mas a Alemanha finalmente achou seu gol. No primeiro minuto de prorrogação eles deram o troco para a velocidade dos argelinos. Müller escapou na esquerda e cruzou para a pequena área. Schuerrle tocou de letra para marcar o 1 a 0, sem chances de defesa para Mboulhi.

Exausta, a Argélia tentou reagir no último lance de Soudani. Ele cruzou para Slimani na cara do gol, mas o centroavante não conseguiu chegar na corrida para enviar às redes. Aos 10 minutos, Mostefa perdeu a chance do jogo. A bola sobrou pipocando na área após escanteio e ele chutou com Neuer vendido no lance, mas bateu para fora.

Os dois minutos finais foram incendiários! A Alemanha aproveitou o contra-ataque para marcar o 2 a 0 com Özil, após rebote do goleiro Mboulhi. Só que a Argélia não desistiu e, no minuto final, descontou com Djabou, após cruzamento de Feghouli. O mesmo Feghouli ainda teve a chance de igualar de cabeça antes do apito do árbitro, mas raspou sem força para a defesa de Neuer. A classificação era mesmo alemã.





Bookmark and Share

Fonte: Bernardo Bercht / Correio do Povo





O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.