Correio do Povo

Porto Alegre, 31 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
17º 25º


Faça sua Busca



Esportes > Copa 2014

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

01/07/2014 19:34 - Atualizado em 01/07/2014 21:33

Bélgica bate os Estados Unidos por 2 a 1 na prorrogação e avança para as quartas

Europeus irão enfrentar a Argentina na próxima terça-feira em Brasília

Belgas precisaram do tempo extra para superar os norte-americanos<br /><b>Crédito: </b> Martin Buraeu / AFP /CP
Belgas precisaram do tempo extra para superar os norte-americanos
Crédito: Martin Buraeu / AFP /CP
Belgas precisaram do tempo extra para superar os norte-americanos
Crédito: Martin Buraeu / AFP /CP

A Bélgica precisou ir para a prorrogação para superar o valente time dos Estados Unidos. Após o 0 a 0 no tempo regulamentar, os europeus abriram o placar aos dois minutos com De Bruyne, após excelente jogada de força e velocidade de Lukaku. O jogador, que entrou na parte final da partida, marcou o gol da classificação belga com um forte chute aos 14 minutos do primeiro tempo. Green descontou no primeiro minuto do segundo tempo.

Com o resultado, a Bélgica enfrenta a Argentina pelas quartas de final no sábado, às 13h, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.



O jogo

Ao contrário de alguns jogos desta fase de oitavas de final, quando as duas equipes se estudaram bastante nos primeiros minutos, Bélgica e Estados Unidos fizeram o oposto. Com jogadores velozes, mostraram, desde o início, que seria um confronto bem disputado.

As duas seleções, também fizeram jus ao fato de ter se chegado até aqui. Apresentaram um bom futebol, com toque de bola eficiente e muita ofensividade. E, apesar do primeiro tempo sem gols, foi a Bélgica que esteve mais perto de marcar. Mas perdeu boas chances.

Para quem achava que o primeiro tempo tinha sido bom, na etapa final ficou ainda melhor. Principalmente para os belgas, que começaram no ataque e, só não abriram o placar no início porque o goleiro Howard estava em um ótimo dia. E os atacantes com a pontaria ruim.

Howard, aliás, foi o nome do jogo no segundo tempo. Pegou até pensamento. Seja de Origi, Mirallas ou Hazard, o craque da Bélgica. Nenhum deles, porém, conseguia passar pelo paredão norte-americano. Assim, pela quinta vez nestas oitavas, o jogo foi para prorrogação.

Os gols que faltaram no tempo normal vieram na prorrogação. Logo aos dois minutos, De Bruyne abriu o placar par a Bélgica. Aos 14, Lukaku fez o segundo e pareceu liquidar. a vaga. No primeiro minuto do segundo tempo, porém, Green diminuiu e deu emoção nos últimos minutos do jogo. No fim, porém, final feliz para a Bélgica. E, no fundo, foi merecido.





Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo e Lancepress





O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.