Correio do Povo

Porto Alegre, 21 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
14º 28º


Faça sua Busca



Esportes > Copa 2014

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

04/07/2014 12:01 - Atualizado em 04/07/2014 12:41

Seleção joga para acertar o rumo na Copa

Brasil encara Colômbia às 17h no Castelão

Brasil enfrentará Colômbia pela primeira vez em Copas<br /><b>Crédito: </b> Jefferson Bernardes / Vipcomm / CP
Brasil enfrentará Colômbia pela primeira vez em Copas
Crédito: Jefferson Bernardes / Vipcomm / CP
Brasil enfrentará Colômbia pela primeira vez em Copas
Crédito: Jefferson Bernardes / Vipcomm / CP

A sorte esteve ao lado da Seleção Brasileira no duelo contra o Chile. Mas é melhor não contar sempre com ela. A ajuda tem que vir do próprio time. É o que se espera no confronto com a Colômbia, nesta sexta-feira a partir das 17h, no Castelão, em Fortaleza. O Brasil jogar por uma vaga na semifinal da Copa do Mundo e o torcedor certamente não gostaria de viver o mesmo drama das oitavas de final, em Belo Horizonte.

• Acompanhe França x Alemanha a partir das 13h

Para subir mais um degrau na caminhada pelo hexa, o time necessita de um rendimento acima do que tem apresentado. Afinal, do outro lado estará uma das seleções que venceu todas as partidas até aqui no Mundial. Se a camisa pesa na hora decisiva, a Seleção Brasileira - maior vencedora de Copas do Mundo - entra como favorita. Mas os colombianos estão eufóricos pela campanha histórica no Brasil. "Nós vamos buscar a final. Precisamos fazer algumas melhoras, adaptações na equipe e é isso que estamos buscando", admitiu o técnico Luiz Felipe Scolari.

O treinador não terá Luiz Gustavo, o seu principal homem de marcação, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Paulinho volta ao time titular com Fernandinho jogando mais recuado. Felipão confirmou que o 3-5-2, com Henrique entrando no lugar de Fred, é uma opção para o decorrer da partida.

A Seleção Brasileira acredita em um jogo mais aberto em comparação ao que foi contra o Chile. "A Colômbia tem uma equipe parecida com a nossa. É bom que eles joguem, venham para cima, isso ajuda, a nossa seleção. O jogo fica mais aberto. Quando tivermos o contole da partida, temos que matar", comentou o capitão Thiago Silva. Para Felipão, o adversário sul-americano não tem as mesmas características de rivais históricos como Chile, Argentina e Uruguai.

"Não existe guerra contra a Colômbia. Nossas guerras são contra Uruguai e Argentina. Contra a Colômbia são jogos alegre, com força, vigor, mas sem essa rivalidade", disse Felipão. Os torcedores que forem hoje ao Castelão também irão presenciar o duelo particular entre Neymar e James Rodríguez, destaque da seleção colombiana.

A sensação do Mundial

A classificação da Colômbia às quartas de final da Copa do Mundo, ainda que seja histórica por ter sido a primeira vez que o país passou das oitavas de final, não chega a ser surpreendente, visto que era uma geração muito bem cotada. O que talvez surpreenda seja o desempenho dos comandados de Jose Pékerman, ainda mais se levado em conta que o principal jogador do país, o atacante Falcao García, não pôde disputar o torneio já que não conseguiu recuperar-se a tempo de uma grave lesão no joelho.

De todas as seleções que participam da competição, os colombianos foram os únicos a vencer todos os seus quatro jogos, sempre com total controle da partida. Mesmo diante dos uruguaios, quando se esperava uma partida em que cada centímetro de campo seria disputado arduamente, o que se viu foi um passeio de James Rodríguez, Cuadrado e Companhia.

A qualidade no toque de bola, aliada a uma vocação ofensiva, tornou a seleção uma das sensações da Copa e talvez o adversário mais complicado para a Seleção Brasileira até o momento. Sem Falcao García, o posto de grande ídolo da torcida ficou com James Rodríguez. O garoto de 22 anos não decepcionou. Não apenas lidera o time em campo, como é o artilheiro da competição, com cinco gols, e autor do gol mais bonito da Copa, diante dos uruguaios.

Para poupar o gramado do estádio Castelão, o último trabalho comandado por Pékerman, antes do duelo com os brasileiros, foi realizado ontem à tarde, na universidade de Fortaleza (Unifor). O treinamento foi fechado para a imprensa, mas o time para a tarde desta sexta-feira não guarda grandes mistérios. A única indefinição está no ataque, onde Ibarbo e Jackson Martinez brigam por uma posição.

Na Colômbia, o entusiasmo é tamanho que o presidente Juan Manuel Santos decretou feriado hoje para que os torcedores possam acompanhar o jogo.

Quartas de final


Brasil

Julio Cesar; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Paulinho, Fernandinho, Oscar, Hulk; Neymar e Fred. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Colômbia
Ospina; Zuniga, Zapata, Yepes e Armero; Rodríguez, Aguilar, Sánchez e Cuadrado; Gutiérrez e Martínez. Técnico: José Pekerman

Árbitro: Carlos Velasco (ESP)
Local: Castelão
Horário: 17h

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo





O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.