Correio do Povo

Porto Alegre, 2 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
13ºC
Amanhã
16º 20º


Faça sua Busca



Esportes > Copa 2014

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

05/07/2014 17:26 - Atualizado em 05/07/2014 17:43

Médico compara afastamento de Neymar ao de Emerson

Com vértebra fraturada, camisa 10 da Seleção deve voltar aos gramados em agosto

Médico compara afastamento de Neymar ao de Emerson<br /><b>Crédito: </b> CBF / Divulgação / CP
Médico compara afastamento de Neymar ao de Emerson
Crédito: CBF / Divulgação / CP
Médico compara afastamento de Neymar ao de Emerson
Crédito: CBF / Divulgação / CP

Médico da Seleção Brasileira, José Luís Runco comparou a baixa de Neymar da Seleção Brasileira com o corte de Emerson, em 2002. Runco concedeu entrevista coletiva neste sábado, na Granja Comary, e informou que o atacante brasileiro precisará de bastante repouso ao longo de sua recuperação, que levará entre três e seis semanas.

• “Me tiraram um sonho”, diz Neymar

Runco citou Emerson ao lembrar que Neymar – tal qual o volante ex-gremista, cortado em 2002 – “tinha objetivo muito forte”. À época, Emerson ainda era o capitão da Seleção que dias depois conquistou o pentacampeonato. No caso de Neymar, a ambição era ser campeão mundial com 22 anos.

Apesar do susto, o camisa 10 já está com a receita: “A recuperação do Neymar é repouso”, frisou Runco, que também revelou que a Seleção deixou o atacante à vontade para decidir se ele queria permanecer ou não na Granja Comary com o grupo. Neymar preferiu ir para sua casa, em Guarujá. “Ele vai se recuperar lá porque ele tem mais conforto.”

A lesão de Neymar, entretanto, não o inviabiliza de assistir as duas próximas partidas da Seleção no estádio, por exemplo. “Tudo depende do quadro de dor dele. Se ele estiver sem dor, nada é proibido em relação a isso. Não vai comprometer em nada a recuperação”, explicou o médico. Além disso, a fratura na vértebra não causará danos para a sequência da carreira do jogador.

Contudo, a dor será uma companheira do jogador por pelo menos uma semana. “Deve incomodá-lo de uma maneira muito chata de sete a dez dias. A partir daí vai 'desmamando' dos remédios.”

Assita ao vídeo de Neymar:



Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo





O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.