Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
16ºC
Amanhã
15º


Faça sua Busca



Esportes > Copa 2014

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

08/07/2014 08:17 - Atualizado em 08/07/2014 08:27

Técnico da Alemanha critica violência de Brasil x Colômbia e faz alerta

Löw acredita que é dever do árbitro proteger os jogadores de entradas fortes

Com estilo de jogo técnico e de passes, alemães se manifestam<br /><b>Crédito: </b> Patrik Stollarz / AFP / CP
Com estilo de jogo técnico e de passes, alemães se manifestam
Crédito: Patrik Stollarz / AFP / CP
Com estilo de jogo técnico e de passes, alemães se manifestam
Crédito: Patrik Stollarz / AFP / CP

A força física do duelo entre Brasil e Colômbia pelas quartas de final impressionou o técnico alemão Joachim Löw, que fez um alerta para arbitragem do mexicano Marco Rodríguez para o duelo entre Brasil e Alemanha às 17h desta terça-feira, no Mineirão, pela semifinal da Copa do Mundo.

"Aquele jogo entre Brasil e Colômbia foi uma luta, com várias faltas de ambos os times, não apenas aquela no Neymar. Foram cometidos carrinhos por trás, pelo lado, isso não pode. Temos de proteger nossos jogadores. Isso é dever do árbitro. Essa Copa mostrou muitos jogadores dispostos ao combate físico, ao contato, o árbitro terá de agir para não deixar isso acontecer", afirmou o técnico germânico.

O duelo citado por Löw terminou com 26 faltas cometidas pelo Brasil e 31 pela Colômbia. Uma entrada de Zúñiga tirou Neymar da Copa.

O apelo do alemão também se deve ao fato de sua seleção priorizar o toque de bola e o jogo técnico. Nesta Copa, a Alemanha é a equipe que mais passes trocou e mais passes acertou durante os jogos. Por isso, ele teme que o Brasil use a força para tentar ganhar a partida desta terça.

"Esse duelo entre Brasil e Colômbia foi além dos limites da Europa. Se fossem dois europeus, os 22 jogadores não teriam acabado a partida. Foram faltas brutais, combate fisico , tudo muito exagerado. Acredito que o ideal é que essa faltas muito violentas sejam coibidas. Caso contrário, não vamos mais ter Neymar, Messi, e sim outros tipos de jogadores que vão entrar em campo apenas para destruir. Essa copa está com o título do dinamismo e da força física", disse Löw.

Bookmark and Share


Fonte: Lancepress





O que você deseja fazer?


Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.