Correio do Povo

20/04/2017 23:12 - Atualizado em 20/04/2017 23:28

Notícias > Polícia

Chacina deixa ao menos 10 mortos em área de conflito fundiário no Mato Grosso

Fazendeiros da região lideram grupos de capangas que promoveriam violência na área

 - Crédito:

Palco de conflitos fundiários e líder do ranking de desmatamentos na Amazônia, a cidade de Colniza (MT) registrou uma chacina nesta quinta-feira. De acordo com relatos preliminares à Polícia Civil, pelo menos dez pessoas, entre adultos, idosos e crianças teriam sido assassinadas. Um grupo de “encapuzados” teria promovido a matança em uma área de ocupação clandestina, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso. O governo do estado está mobilizando equipes especializadas da Polícia Militar e da Polícia Civil para investigar o crime, mas, devido ao mau tempo, ainda não haviam conseguido embarcar para o local até o fim da noite. A chacina ocorreu próximo ao distrito de Guariba, em uma área denominada Taquaruçu do Norte. O município de Colniza fica a 1.065 quilômetros de Cuiabá. Segundo a Comissão Pastoral da Terra, (CPT) conflitos fundiários são comuns na gleba onde ocorreram as mortes há mais de dez anos, com registros de assassinatos e agressões. A CPT informou que investigações policiais feitas nos últimos anos têm apontado que “os gerentes das fazendas na região comandam rede de capangas para amedrontar e fazer os pequenos produtores desocuparem suas terras”. O governo mato-grossense informou que policiais militares e civis lotados na cidade de Colniza estão se deslocando para a área, que fica a 250 km da sede do município. “Estima-se aproximadamente dez vítimas no caso, contudo, o número ainda não foi confirmado devido à dificuldade de acesso ao local e sinal de telefonia precário”.

POLÍCIA > correio@correiodopovo.com.br